Histórico do Programa

          O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos (PPG-ECA) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) iniciou suas atividades como “Stricto Sensu” em 1996 a partir da experiência consolidada de formação de profissionais graduados em Engenharia de Alimentos. O Programa foi o 4o implantado na FURG, dos 40 Programas existentes atualmente. A FURG localiza-se no município de Rio Grande, o qual é a cidade mais antiga do Estado do Rio Grande do Sul, sendo considera patrimônio histórico. Localizada entre a Lagoa Mirim, Lagoa dos Patos (a maior Laguna do Brasil) e Oceano Atlântico, a cidade possui a Praia do Cassino, a maior praia do mundo em extensão segundo o Guinness World Records e uma população de 211.965 mil habitantes.

 Figura 1: Município do Rio Grande - RS. 

         A história da FURG começa com esforços conjuntos de setores da comunidade rio-grandina que se uniram para viabilizar a implementação do ensino superior na cidade na década de 1950.  Essa motivação colaborativa seguiu inspirando a comunidade universitária a se engajar com o desenvolvimento regional e nacional, através da inserção nas demandas de seu entorno. Por isso, desde 1987, a FURG assume como vocação institucional os ecossistemas costeiros e oceânicos.

         A FURG possui a infraestrutura distribuída no campus Carreiros, localizado em Rio Grande, e nos campi fora da sede, em Santo Antônio da Patrulha, São Lourenço do Sul e Santa Vitória do Palmar. Inaugurado em 1971, o Campus Carreiros foi planejado para ser um ambiente de troca e interação entre as pessoas, onde ensino, pesquisa, extensão, cultura e inovação andam juntos. São 250 hectares de área verde, que propiciam proximidade com a natureza durante a vida universitária. Sua infraestrutura conta com mais de cem salas de aula, laboratórios de ensino e pesquisa, restaurantes universitários, casas do estudante, centro de convivência, biblioteca central, salas administrativas, salas de permanência para docentes e estudantes, museus, auditórios, pré-incubadora de empresas, parque tecnológico, Escola CAIC, centro esportivo além de todas as unidades administrativas e de apoio. Tudo isso, com o objetivo de garantir infraestrutura adequada e segurança às atividades dos nossos estudantes, servidores e da comunidade que frequenta o campus.

 Figura 2: Campus Carreiros da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

      A FURG conta ainda com três Centros Multiusuários, o Centro Integrado de Análises (CIA-FURG), o Centro de Microscopia Eletrônica do Sul (CEME-SUL), e o Centro de Biodiversidade Subtropical (CBS), incluídos no Programa de Compartilhamento de Equipamentos Multiusuários – ProCEM. Além disso, a FURG possui um Centro Integrado de Desenvolvimento do Ecossistema Costeiro do Extremo Sul – CIDEC- SUL, com um complexo de auditórios; a Estação Marinha de Aquicultura (EMA) e a Estação de Maricultura. Possui um Centro de Convívio dos Meninos do Mar que atende a jovens em situação de vulnerabilidade sócio-econômico-ambiental; uma Estação de Apoio Antártico - ESANTAR, que presta apoio logístico às expedições brasileiras que se deslocam ao Continente Antártico e o Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio Grande (HU-FURG), referência no tratamento de AIDS, tuberculose e asma. Conta com 252 leitos e, estando localizado junto ao único porto marítimo do Estado, configura-se num singular ambiente de pesquisas de caráter básico e clínico, que são de interesse de centros nacionais e internacionais que desenvolvem plataformas diagnósticas e novos fármacos.

     O PPG-ECA está vinculado à Escola de Química e Alimentos (EQA), unidade da instituição que é responsável pelas disciplinas profissionalizantes dos cursos de graduação de Engenharia de Alimentos, Engenharia Química, Engenharia Bioquímica, Engenharia Agroindustrial-Indústrias Alimentícias, Engenharia Agroindustrial-Agroquímica, Química-Licenciatura e Química-Bacharelado, além dos Programas de Pós-graduação em Química Tecnológica Ambiental e de Engenharia Química.

Figura 3: Escola de Química e Alimentos - Campus Carreiros.

          O curso de graduação em Engenharia de Alimentos foi implantado em 1979 (Portaria nº 810 publicada no Diário Oficial da União em 18/10/1985), sendo o quarto no Brasil e o primeiro na região Sul. Após, foi aprovado pelo Conselho Federal de Educação, refletindo a vocação do antigo Departamento de Química, atual EQA, no sentido de formar profissionais capacitados para atuar na área de Engenharia de Alimentos. Inicialmente 4 mestres e outros 2 profissionais recém-contratados atuavam na área. A partir de 1980 os docentes da área priorizaram a continuidade das capacitações em Ciência, Tecnologia e Engenharia de Alimentos, visando à implantação de um Programa de Pós-Graduação, o que ocorreu em 1996 inicialmente com 6 docentes doutores, evoluindo para os 13 docentes permanentes, 4 colaboradores e 1 professor visitante.

           O Mestrado em Engenharia de Alimentos iniciou as atividades a partir do primeiro semestre acadêmico de 1996. A denominação do Programa para Mestrado em Engenharia e Ciência de Alimentos e alteração das 3 áreas de concentração para uma única, Engenharia e Ciência de Alimentos, ocorreu em 2001 e foi efetivada em abril de 2002, conforme recomendação dos consultores indicados pela CAPES. Com a experiência em evolução e a contribuição de novos docentes capacitados, em março de 2004 foi aprovado pela CAPES a ampliação do Programa para nível de Doutorado, com área de concentração Engenharia e Ciência de Alimentos e 2 linhas de pesquisa, Bioprocessos em Alimentos e Valoração de Recursos Hidrobiológicos, sendo no Mestrado também disponibilizadas as linhas de pesquisa Secagem de Alimentos e Caracterização de Recursos Agropecuários. Com a consolidação desta última, passou também a ser disponibilizada para os discentes desenvolverem suas Teses. O Doutorado aprovado pelo PPG-ECA foi o segundo no país contemplando a área de concentração em Engenharia de Alimentos.

        Para coerência, aderência, fortalecimento da sua proposta e maior vinculação da estrutura curricular aos projetos, às Linhas de Pesquisa e às áreas de concentração do Programa foram alteradas em 2019. Atualmente, o PPG-ECA possui 2 áreas de concentração: Engenharia de Alimentos e Ciência de Alimentos. Na área de concentração em Engenharia de Alimentos estão sendo desenvolvidas as Linhas de Pesquisa Bioprocessos em Alimentos e Engenharia de Processos. Na área de concentração em Ciência de Alimentos está sendo realizada a linha de pesquisa Caracterização e Valoração de Recursos do Ecossistema Costeiro. Essas Linhas de Pesquisa refletem e representam as áreas de atuação do corpo docente do PPG-ECA.

Figura 4: Docentes, discentes e técnicos do PPG-ECA.

     Entre os indicadores da evolução do Programa, está o aumento das publicações em periódicos internacionais de impacto e o número crescente de convênios nacionais e internacionais firmados. Também é importante destacar as visitas técnicas de docentes de outras instituições e países, bem como doutorandos executando atividades em instituições Europeias, Canadenses e Americanas. O Programa sempre se destacou pela elevada participação em congressos e outros eventos técnico–científicos nacionais e também internacionais. O Programa também se destaca pelo depósito de patentes e atividades de empreendedorismo. Outra atividade que merece destaque no Programa é a iniciação científica, caracterizada pela grande participação de estudantes dos cursos de Engenharia de Alimentos, Engenharia Química, Engenharia Bioquímica e Química. Todos os professores do Programa integram grupos de pesquisa cadastrados, reconhecidos pelo CNPq, sendo que 8 dos 13 docentes permanentes são Bolsistas Produtividade. Além disso, atuam como consultores "ad-hoc" em diversas agências de fomento, tais como CAPES, CNPq e FAPERGS e da própria instituição.

Conceito do Programa

 

Avaliações por ano

 

1996

1998

2001

2004

2007

2008

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2017

Mestrado

C

3

3

4

4

4

4

5

5

5

5

5

5

Doutorado

-

-

-

3

4

4

4

5

5

5

5

5

5

            O Programa conquistou o Conceito 5 na avaliação trienal da CAPES de 2007-2009, que se manteve no triênio 2010-2012 e no quadriênio 2013-2016.

Galeria de Coordenadores

 

Vigência

Coordenador

Coordenador Adjunto

01/2021 - atual

Michele Greque de Morais

Vilásia Guimarães Martins

01/2019 - 12/2020

Janaína Fernandes de Medeiros Burkert

Lucielen Oliveira dos Santos

01/2017 - 12/2018

Susana Juliano Kalil

Lucielen Oliveira dos Santos

01/2015 - 12/2016

Luiz Antonio de Almeida Pinto

Lucielen Oliveira dos Santos

01/2013 - 12/2014

Myriam Salas Mellado

Carlos André Veiga Burkert

01/2011 - 12/2012

Luiz Antonio de Almeida Pinto

Myriam Salas Mellado

06/2008 - 12/2010

Luiz Antonio de Almeida Pinto

Carlos André Burkert

06/2006 - 05/2008

Jorge Alberto Vieira Costa

Luiz Antonio de Almeida Pinto

06/2004 - 05/2006

Carlos Prentice-Hernández

Susana Juliano Kalil

06/2002 - 05/2004

Maria Isabel Queiroz

Carlos Prentice-Hernández

06/2000 - 05/2002

Eliana Badiale Furlong

Jorge Alberto Vieira Costa

06/1998 - 05/2000

Luiz Antonio de Almeida Pinto 

Eliana Badiale Furlong

03/1996 - 05/1998

Walter Augusto Ruiz

Eliana Badiale Furlong